Dia a Dia

4 Dicas REAIS para ter um dia mais produtivo e com disposição!

Oi oi, sabe aqueles dias que você não consegue se animar, que você até tem vontade de fazer alguma coisa, mas não consegue ou aqueles dias que tem muita coisa pra fazer, mas falta disposição? Então, todo mundo tem. Só que as vezes eles incomodam um pouco, no meu caso muito!Como sabem, sou uma mamãe… Continue reading 4 Dicas REAIS para ter um dia mais produtivo e com disposição!

Moda

Desejinho de Inverno: Maxi Cardigan 

Oi oi pessoal!  Inverno tá aí, aliás tá aí faz um tempinho (hihi), mas antes tarde do que nunca pra falar de uma peça que tá bombando pelas fotinhas de looks de inverno.  Ele é ou não é, um bom parceiro pro friozinho??? Yes! Ele é muito parceirinho no inverno, pessoalmente sou daquelas que não… Continue reading Desejinho de Inverno: Maxi Cardigan 

Texto de Mãe

Será que um dia para? 


Será que algum dia a gente para de se preocupar? Será que algum dia a gente para de ter aquele sexto sentido pros sentimentos dos filhos? 

Será que algum dia a gente para de sentir o que eles sentem e até o que eles não sentem? 

Não sei se é comum, se toda mãe passa por isso. Sabe aquele sentimento de que ainda não se cortou o cordão? Alguns podem chamar de super proteção, outros podem chamar de apego ou até mesmo chamar de loucura (haha), mas pra mim só me ocorre que isso pode ser e é ser mãe. 

Assim como as crianças passam por fases, tenho a impressão que as mães também tem suas fases na maternidade. A fase da descoberta, dos medos, do apego, da super proteção, a fase do aprender com ele, do crescer junto, do deixar ir e muitas outras.

São essas fases que formam a mãe que você vai ser. As fases que vão te ensinar a agir e educar. Sabe-se lá como vai ser pra cada uma ou como cada uma vai reagir à elas, mas é aí que está toda a graça da história. 

Cada mãe é uma mãe! Todas diferentes, com suas experiências e maneiras de ser. Cada mãe vai sentir de uma maneira diferente suas fases. Cada mãe vai tirar o melhor para si dessas fases. E é direito de cada mãe viver e aprender do seu jeito essas fases. 

Conselhos são bons e ajudam, mas ninguém pode viver ou sentir por você. Viva, sinta, experimente, erre, se arrependa, concerte, cresça e comece tudo de novo quando for necessário! 

Aí eu volto a pergunta do início, será que algum dia a gente para de se preocupar? 

Não, porque nós somos mães! Mães não conseguem evitar se preocupar, está na nossa natureza, é mais forte do que nós. É aquela famosa expressão que todo filho usa, “quando minha mãe diz que vai acontecer é porque vai”. Não é que mãe seja vidente ou sensitiva, mas é que mãe se preocupa. São mais experientes, já passaram talvez pelos mesmos dilemas e questões. São como leoas protetoras com um estinto de segurança. 

Não existe uma fórmula secreta pra ser uma mãe menos preocupada, acredito que com os anos e o crescimento de cada filho, a gente só aprende a se permitir deixar eles viverem por conta própria. Tudo muito natural, pouco a pouco!

Texto de @cantinhodotheo 

Dia a Dia

Tentativa de Pizza Caseira 

Oi oi pessoal!  Hoje tivemos uma noite de experiências aqui em casa, tentamos fazer pizza caseira. Sim, tentamos! Se deu certo? Aí já é outra história, mas como eu disse, foi uma noite de experiências e diversão. O sabor e blá blá blá fica pra uma próxima noite (hihi).  Tentamos fazer dois tipos de pizza.… Continue reading Tentativa de Pizza Caseira 

Texto de Mãe

Hoje fui passear com meu filho

Hoje fui passear com o meu filho e ele estranhou. Não sei se foi o lugar desconhecido, ou se foram as pessoas diferentes. Não sei se foi o sono mal dormido durante o dia, ou se foi o barulho diferente. A verdade é que toda mãe passa pela fase dos estranhamentos e o apego ao nosso colinho.No momento sempre rola aquele constrangimento do bebê estar chorando sem parar. Rola um julgamento de o bebê não estar se adaptando facilmente as outras pessoas. Rola uma preocupação se a mãe precisa de ajuda ou auxílio, e no fim, por alguma pessoa lá no cantinho, rola que a causa é apenas uma fase que a maioria dos bebês passam! 

Será que é normal esquecer que isso é comum? Que bebês são ligados às suas mães e que isso não é um crime. As pessoas dizem “crie os filhos para o mundo” “crie pra ser forte”, mas na minha cabeça só me ocorre que eu devo criá-lo com amor e atenção! Eu devo criá-lo pra que ele se importe com os sentimentos dos outros, respeitando os sentimentos dele. Eu devo criá-lo para que faça o mundo melhor e não pra que aceite o mundo como está. 

Hoje eu fui passear com o meu filho e ele estranhou, e eu respeitei o sentimento dele! O segurei no colo com o abraço mais seguro que podia dar, o levei para um lugar tranquilo e esperei ele se acalmar. Não precisei forçar ele a interagir com ninguém e nem ficar num lugar que EU queria estar, pois eu decidi que iria respeitar o momento dele. Saber o que ele sente para poder ajudá-lo é minha 

obrigação. E tenho que confessar vai chegar o dia em que eu vou sentir falta de ser esse “TUDO” pra ele. Vou sentir falta de ser a pessoa que ele procura quando sentir medo e só o meu abraço pode acalma-lo. Vou sentir falto de tê-lo em meus braços podendo protegê-lo de tudo. Vou sentir saudade desse momento em que eu fui passear e ele só não estranhou o meu colo! 

Texto: @exatamenterafa mamãe 

Texto de Mãe

Nove meses 

Uma mãe pode suportar nove meses de noites mal dormidas.Nove meses de mudanças em seu corpo. 

Nove meses de escolhas em favor de outra pessoa.

Nove meses de dores nas costas, pés inchados, quedas de pressão, pressão alta. 

Uma mãe pode suportar nove meses de ansiedades e medos, expectativas e desejos. 

Uma mãe pode suportar muitas coisas em seu corpo para garantir que aquele pequeno ser possa vir ao mundo, saudável e bem, mas nada dói mais em uma mãe do que ver seu filho chorar!

Nada dói mais do que ver um filho doente ou cabisbaixo. 

Nada dói mais do que não saber porquê seu filho chora. 

Nada dói mais do que não poder passar para si todas as dores e angústias de seu filho. 

Saber que faz parte de um plano que todos devem viver suas próprias experiências as vezes pode ser um pouco duro se tratando de bebês e crianças, mas saber que podemos cuidar e amar esses pequeninos abranda nossos corações e acalma a alma. Saber que existe um Pai Celestial e seu filho Jesus Cristo que olham e cuidam de seus pequeninos, traz alegria ao coração e amor. Sei que tenho o dom divino de ser mãe e sou grata por ter o amor de um Pai Celestial que sabe o que sinto e que cuida de mim e de quem eu amo! 

Texto: Rafaella Alvez @exatamenterafa